Após chuvas, preços podem subir nas feiras de Santos até o fim de semana

Escrito por em 12/02/2020

A feira que acontece às terças-feiras no Boqueirão, em Santos, foi montada ontem (11) com menos barracas e preços mais altos. O motivo foi a chuva que atingiu o Estado de São Paulo nos últimos dias e alagou a Ceagesp, uma das maiores centrais de distribuição de alimentos do país.

Segundo os feirantes entrevistados, ao menos oito barracas não foram montadas porque não havia produtos para expor.

Quem tinha estoque ou compra produtos de outros locais não foi afetado e conseguiu manter os preços dos legumes e verduras. Porém, a realidade deve ser outra até o fim da semana, acredita Carlos Pereira, feirante há 40 anos.

De acordo com ele, hoje (12) será um dia crucial para o setor, já que a Ceagesp deve terminar de contabilizar o prejuízo e informar o tempo que vai levar para normalizar a situação.

“Com a falta de alimentos os preços sobem e isso deve acontecer principalmente entre quinta e sexta-feira. Quem conseguir fazer feira até quarta talvez consiga economizar ainda”, explicou.

Já as frutas ficaram mais caras porque a solução encontrada por alguns feirantes foi comprar produtos no Mercado Municipal de Santos.

“Nessa hora, a lei de oferta e procura aparece, os preços sobem e, consequentemente, são repassados ao consumidor”, disse o feirante Diego Morine.

O quilo do pêssego chegou a R$ 18; da ameixa a R$ 11,99 e a unidade do mamão podia ser encontrada por R$ 10.

Falta de legumes

Apenas duas barracas ofereciam tomates. Já a cenoura estava em falta. Até o fim da semana, a falta de alimentos pode aumentar nas feiras livres da região.

Ontem, a Ceagesp informou à imprensa que ainda não foi possível estimar o prejuízo causado com a perda de mercadoria, nem dizer se haverá aumento de preços em decorrência do que aconteceu. Todos os alimentos foram descartados por risco de contaminação.

https://www.diariodolitoral.com.br/cotidiano/apos-chuvas-precos-podem-subir-nas-feiras-de-santos-ate-o-fim-de/132291/

Foto: Nair Bueno/DL


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]